PROCEDIMENTOS CIRURGICOS MASCULINOS

Pesa e Mesa

PESA e MESA são duas técnicas muito utilizadas para a obtenção de espermatozoides em homens portadores da condição Azoospermia obstrutiva - quando há ausência de espermatozoides no sêmen devido a uma obstrução.

A Azoospermia é rara, presente em 1% dos homens no geral. Entre os homens com infertilidade, cerca de 10 a 15% recebem esse diagnóstico. Algumas causas de azoospermia podem ser tratadas e possibilitar retorno de espermatozoides no ejaculado. No entanto, a possibilidade para muitos casos é a captação cirúrgica dos espermatozoides. PESA e MESA são duas dessas técnicas que permitem que os portadores da doença possam gerar um filho com seu próprio material biológico, através da Fertilização In Vitro (FIV).

Confira, a seguir, os detalhes de cada uma das técnicas.

Clínica Originare - Pesa e Mesa

Para quem é indicado?

A PESA e a MESA são indicadas para os homens portadores da Azoospermia Obstrutiva - aquela em que há obstrução dos ductos deferentes - congênita ou adquirida, incluindo também aqueles que passaram pelo procedimento de Vasectomia.

Quando o homem é diagnosticado com Azoospermia Não Obstrutiva, o tratamento é diferente, recomendando-se a realização das técnicas TESE e Micro-TESE. Clique aqui para saber mais.

Pesa

Também conhecida como aspiração percutânea de espermatozoides do epidídimo, a técnica de PESA é uma técnica que coleta os gametas diretamente do epidídimo, através de uma punção com agulha fina. Permite a recuperação de espermatozoides qualificados tanto para ciclo reprodutivo imediato ou para criopreservação.

Como é realizado?

O procedimento de PESA acontece através da punção do epidídimo para aspirar o fluido onde estão presentes os espermatozoides.

Durante a realização da técnica, o paciente deve estar sedado ou sob efeito de anestesia local, e o urologista irá inserir uma pequena agulha na pele do escroto até atingir o epidídimo. Essa agulha irá aspirar o fluido encontrado que, posteriormente, será analisado para confirmar a presença de espermatozoides. Caso não haja, podem ser necessárias mais de uma punção

As taxas de sucesso da PESA são elevadas, mas podem variar de acordo com o perfil do paciente, o que deve ser analisado minuciosamente pelo urologista especialista em reprodução humana.

Mesa

Enquanto a PESA é realizada por via percutânea, a MESA é a aspiração microcirúrgica de espermatozoides do epidídimo, com o auxílio de um microscópio cirúrgico. Essa técnica também permite a recuperação de espermatozoides, geralmente móveis, para reprodução imediata através de Fertilização In Vitro ou para criopreservação.

Como é realizado?

É um procedimento cirúrgico mais complexo do que a PESA. A MESA exige que o paciente esteja sob efeito de anestesia geral, uma vez que é realizada em centro cirúrgico e requer precisão, com a utilização de microscópio cirúrgico.

Durante a cirurgia, é realizada uma incisão no escroto para expor o epidídimo e o testículo. Com o auxílio de um microscópio, os melhores túbulos do epidídimo são selecionados para coleta do material que será aspirado e examinado, buscando a confirmação da presença de espermatozoides móveis. Caso não identifique a presença de gametas, durante a MESA o médico pode explorar outras regiões do órgão por visão direta, possibilitando melhores resultados ao procedimento.

A técnica normalmente tem duração de 1 hora e o paciente pode receber alta no mesmo dia. Outra diferença em relação à PESA, é que a MESA possibilita a coleta de uma quantidade maior de gametas, e tem também alta taxa de sucesso de acordo com o caso.