EXAMES PARA AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE

Histerossalpingografia

Também conhecida como HSG, a Histerossalpingografia é um dos principais exames realizados para identificar a infertilidade feminina, afinal, ele possibilita uma visualização completa da cavidade uterina e das tubas uterinas da mulher.

O exame realizado através de raio-x com contraste permite visualizar trompas e cavidade uterina e se existe anomalias ou interrupções que possam estar impedindo que ocorra a fecundação de forma natural.

Consulta médica

Como é realizado?

Pouco invasivo, o exame leva em torno de 30 minutos e é realizado com a paciente em posição ginecológica - semelhante à posição utilizada para coleta do Papanicolau. Durante a HSG, o médico insere um cateter fino no canal vaginal da mulher, que irá injetar contraste com iodo na cavidade uterina da paciente. Em seguida, uma máquina de raio-x faz a captação de imagens para avaliar a morfologia das cavidades e das tubas uterinas.

O contraste permite que o médico observe os órgãos em uma tela, revelando:

  • Tamanho interno do útero;
  • Formato do útero;
  • Condição das tubas uterinas.

Todos os equipamentos utilizados são adequados para o exame e, caso desejado pela paciente, pode ser realizado com anestesia, evitando alguns desconfortos comuns como cólicas, por exemplo.

Para quem é indicado?

O exame é fundamental para:

  • Casais que estão tentando engravidar sem sucesso;
  • Investigar causas de abortos espontâneos;
  • Investigar malformações e doenças da cavidade uterina;
  • Determinar a presença e gravidade de massas tumorais, aderências e miomas.

Porém, vale lembrar que o exame não pode ser realizado em mulheres grávidas, devido aos riscos apresentados pelo raio-x, e nem em mulheres alérgicas a contrastes iodados.

Com o resultado do exame é possível avaliar e indicar o tratamento mais adequado para cada paciente.