Preservação da Fertilidade em pacientes oncológicos

por Originare

Os tratamentos oncológicos podem resultar em efeitos colaterais afetando diretamente a fertilidade. A Oncofertilidade é uma especialidade médica que possibilita que pacientes com câncer preservem sua fertilidade para uma possível gestação no futuro, após o tratamento da doença.

É muito importante que os pacientes em idade reprodutiva avaliem as possibilidades de preservação de sua fertilidade antes do tratamento indicado pelo oncologista, já que muitos desejam construir uma família. Por isso, conversar com um oncologista sobre esse assunto é muito importante.

Existem algumas possibilidade de preservação da fertilidade como o congelamento de óvulos ou embriões, espermatozoides, e tecido testicular ou ovariano, dependente das condições de cada paciente. Neste caso, a indicação do tratamento deve ser feita por um especialista em reprodução assistida.

Uma grande preocupação na preservação da fertilidade antes de um tratamento é o tempo necessário para tais procedimentos.
Em casos masculinos, geralmente 2 amostras de sêmen são suficientes para preservação, considerando volume no ejaculado, contagem de espermatozoides e motilidade espermática. Para mulheres, o período entre a estimulação ovariana e a coletas de óvulos é de cerca de 12 dias.

Crianças e adolescentes diagnosticados com câncer também podem ser avaliados antes de um tratamento e receber orientações sobre a preservação da fertilidade.

 

 

 

Deixe um comentário